Curso de Histórias em Quadrinhos

Depoimentos

Fábio Frizzo, 29 anos.

"Além de seu caráter de educação estética e artística (já que felizmente as Histórias em Quadrinhos perderam há anos seu estigma de algo infantil para serem alçadas ao panorama de verdadeiras obras de arte), o curso Invasor teve enorme importância como estímulo à leitura e à produção escrita, que se tornaram minhas principais ferramentas de trabalho. Ademais, foi um ótimo espaço para a criação e desenvolvimento de amizades que duram até hoje. Como professor, hoje vejo a excelência do trabalho pedagógico do Giorgio, que foi e ainda é um exemplo fundamental para minha constituição tanto como ser humano quanto como profissional nas salas de aula."

Gabriel Carvalho, 29 anos.

"É bem difícil exemplificar o que "O Invasor" (nome do curso Gico HQ na minha época) significa para mim. Após mais de uma década, talvez seja o suficiente dizer que lembro de cada dia, cada lição, cada conversa e cada HQ lida. Conheci pessoas fantásticas e aprendi com o Giorgio muito mais do que o curso se propunha a ensinar. Ganhei amigos para a vida toda e, apesar de não trabalhar com nada relacionado à papel e lápis, reconheci que meus limites técnicos vão até onde minha imaginação puder ir."

Marcello Renoir, 30 anos.

"Eu sempre gostei de desenhar desde criança. E quando soube do curso, foi uma surpresa fantástica saber que tinha algo do tipo aqui na região. O que eu antes fazia somente com puro instinto e intuição, também aprendi a fazer com técnica e embasamento. Mas a experiência que o curso proporciona vai além. Desfrutei o curso com amigos de infância, fiz novos amigos, sempre com muita risada e um nível cultural bem elevado. Quem passa por esse curso tem histórias para a vida toda."

Clóvis Brasil, 37 anos.

"O ano era 1995, mais um dia comum na vida de um estudante que com seu caderno de rabiscos em baixo do braço saía da escola, e de repente via aquele cartaz grande em preto e branco que dizia: “Aprenda a desenhar histórias em quadrinhos no estilo Marvel Comics”, PUTZ, era tudo que eu queria!!! Mas sem grana era impossível e inimaginável. Dias depois fui fazer um trabalho de rotina na Biblioteca Municipal, pois é, naquela época tudo era copiado na mão, e enquanto os colegas copiavam eu queimava o grafite com sempre, e um dos desenhos ficou perdido (um Batman no estilão Todd Mc Farlane), dias depois ao voltar fui informado que minhas tortuosas linhas tinham sido achadas pelo Giorgio Galli, e que ele me daria uma bolsa de estudos. Esforcei-me ao máximo para justificar tal privilégio, afinal, não é todo dia que seu sonho cai do céu.Hoje em dia sou artista plástico, e atuando também como ilustrador, artista gráfico e dou os meus pitacos na arte digital. Participando de vários projetos como capas de livros, revistas e arte para teatro, onde posso citar com orgulho a parceria de sucesso com a GICOMIX Quadrinho do próprio Giorgio Galli, realizando inúmeros trabalhos como, “Exposição Salomão Ventura, de 2012, contra capa da revista “Salomão Ventura – Caçador de Lendas nº 2”, de 2011, capa de “Salomão Ventura – Zona do Crepúsculo”, de 2012, capa da revista virtual “Contos do Absurdo - Salomão Ventura”, de 2013 e participação na revista “Salomão Ventura – Caçador de Lendas nº 3”, de 2013. Junto a outros artistas plásticos e profissionais de vários segmentos artísticos e culturais, me tornei sócio fundador da Associação Coletivo Cultural Araruama.
Tenho certeza que Curso Invasor (hoje Gico HQ) foi de fundamental importância na minha formação, não só como artistas, mas também pessoal, pois naquele momento de minha vida abriu a primeira porta para o mundo, acendendo a fagulha do pensar fora da caixinha."

Valores

A mensalidade é R$ 100 reais, com desconto de R$ 10 reais para pagamentos feitos até o dia 5 de cada mês. Não há taxa de matrícula. O aluno paga a primeira mensalidade e já pode iniciar o curso.

Faça a sua pré-matrícula